• Instituto Sansez

O QUE É ESTRUTURA CAPILAR?



Conheça a estrutura do fio de cabelo e aprenda como lidar melhor com ele.


O Cabelo é composto por proteínas, lipídeos ou gorduras e uma pequena quantidade de água.

A principal proteína do cabelo é a queratina, uma grande molécula formada por unidades menores chamadas aminoácidos, que se agrupam para formar uma cadeia.


Responsável por dar força aos cabelos e unhas, como também está presente na camada mais superficial da pele.


Se você não sabe como “a caspa” aparece, são células mortas preenchidas por queratina que se desprendem do couro cabeludo.


Conforme alguns estudos, a estrutura do fio de cabelo e suas camadas, partes e estruturas anexas são as mesmas nas diferentes raças e tipos de cabelo.


Além do fio, existem glândulas sebáceas e o músculo piloeretor compondo a unidade pilossebácea (responsáveis pela produção do óleo que lubrifica os cabelos e couro cabeludo).


Entendendo a ESTRUTURA DO FIO:


Dividimos em duas partes: a haste e o folículo capilar

Haste é a parte visível do cabelo, que fica para fora do couro cabeludo. Essa é uma ligação, conhecida como cimento intercelular, preenchida com queratina. Como a haste é constituída por células mortas, isso explica a ausência de dor quando se corta o cabelo.


Já o folículo piloso fica dentro da pele, servindo de âncora para a haste capilar. Um pouco mais na sua extremidade inferior, se localiza o bulbo capilar - conhecido como “raiz do cabelo”. Suas células de crescimento ativas, são responsáveis pela produção de fibras capilares finas, longas e cilíndricas.


Podemos dizer que o bulbo capilar é onde o fio de cabelo é produzido, logo, responsável pelo crescimento, produção de pigmento que dá cor aos cabelos.


Com o passar do tempo, os melanócitos morrem e os cabelos se tornam progressivamente mais grisalhos, até se tornarem brancos por completo.


Abaixo do bulbo, se encontra a papila dérmica, onde nutrientes e hormônios provenientes chegam e passam para o bulbo capilar.


Em pessoas predispostas, esses receptores hormonais estão totalmente envolvidos, por exemplo, ao desenvolver uma calvície ou alopecia androgenética.


Conhecido como bulge de células-tronco, ainda na região do folículo, fica um reservatório de células embrionárias, capazes de se transformar em qualquer célula do organismo. Elas se regeneram e são fundamentais para manutenção, neste caso, as estruturas do fio de cabelo, que não crescem continuamente, ele funciona de forma independente e cíclica. Ou seja, ciclos de atividade e queda, divididos em:

  • Anágena - crescimento pleno do fio;

  • Catágena - período em que diminui o ritmo de produção do fio;

  • Telógena - fase que dura meses e o cabelo para de crescer. Um novo fio nasce empurrando e substituindo o velho que cai.

Então, se a cutícula sofre algum tipo de dano, deixando a região interna desprotegida, corre o risco de quebrar o fio.


Essa união da queratina, garante que a região esteja protegida contra danos “externos” e evita a danificação da parte interna dos fios.



Acerte na escolha do seu tratamento aqui na SANSEZ THERAPY HAIR CARE e se CURTIU

COMPARTILHE esse conteúdo!

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

 Agora você não perderá mais nenhum conteúdo e promoção